Já ouviram falar no Buraco gigante da Guatemala ? Veja...

Já ouviram falar no Buraco gigante da Guatemala ? Veja...

Esse buraco engoliu um prédio de três andares e uma esquina inteira na capital da Guatemala em 2010. Uma mesma cratera apareceu em San Antônio, também na Guatemala, em 2007. Na ocasião 3 pessoas

Leia tudo

Esse buraco engoliu um prédio de três andares e uma esquina inteira na capital da Guatemala em 2010. Uma mesma cratera apareceu em San Antônio, também na Guatemala, em 2007. Na ocasião 3 pessoas morreram. O aparecimento dessas crateras está relacionado às chuvas e os cientistas afirmam que seu aparecimento é lento, mas que o solo pode entrar em colapso e desabar de repente.
Não só não é um buraco sem fundo, que não leva ao centro da Terra ou qualquer outro lugar misterioso, é parte do sistema coletor de água e esgoto da região.
Desta forma, todo o solo dos buracos não desapareceu magicamente, ao invés disso foi simplesmente levado com as águas e pelo sistema de água adentro. Tanto é assim que o corpo da única vítima na cratera da Zona 2, Edwin Roberto Velásquez Salazar, que se encontrava na fábrica de roupas engolida, foi encontrado dias depois no rio Las Vacas, destino final das águas do sistema. Nenhum mistério aqui.
E não apenas o fundo destes enormes buracos consistia de túneis coletores de água: mais importante, talvez, é que ambos os buracos já existiam como poços verticais, seja de visita ou de drenagem de água. Não eram poços tão largos, certamente, mas já possuíam a profundidade que exibem agora. As crateras se formaram pelo alargamento desses poços verticais originais. Boa parte do sistema coletor na cidade construído na década de 1950 não foi devidamente registrada, e à medida que a cidade cresceu construções surgiram sobre alguns poços não registrados. Este parece ser o caso aqui.
Em nossa atualização de meados de junho citamos as declarações do geólogo americano Sam Bonis, que foi parte da equipe que investigou o primeiro caso, e que corretamente apontou que as crateras não seriam dolinas, resultado de erosão kárstica. Segundo Bonis, seriam resultado de “piping”, do encanamento, e como estas novas informações, fotografias e gráficos devem ilustrar, o fenômeno pode se tornar finalmente mais compreensível.
Já ouviram falar no Buraco gigante da Guatemala ? Veja...