O DIA QUE O CAÇADOR VIROU A CAÇA.  ENTENDA!

O DIA QUE O CAÇADOR VIROU A CAÇA. ENTENDA!

A caça até pode ser um esporte legalizado em várias regiões e em algumas épocas do ano, mas, normalmente, ela é feita de maneira ilegal por caçadores pouco preocupados com o meio ambiente e com o

Leia tudo

A caça até pode ser um esporte legalizado em várias regiões e em algumas épocas do ano, mas, normalmente, ela é feita de maneira ilegal por caçadores pouco preocupados com o meio ambiente e com o equilíbrio ecológico. Porém, uma história divulgada nesta quinta-feira (5) serve de alerta para quem resolve desafia a Mãe Natureza: ao menos três caçadores foram devorados por leões enquanto procuravam rinocerontes na África do Sul.

O dono da reserva de Sibuya, Nick Fox, de 60 anos, conta que foram encontrados três pares de botas e vários armamentos pesados, mas o número de caçadores abatidos pelos leões pode ser ainda maior. “Eles vieram fortemente armados com rifles de caça e machados, além de comida suficiente para vários dias. Por isso, nós suspeitamos que eles estavam atrás de todos os nossos rinocerontes daqui”, explicou Fox.


Segundo ele, um helicóptero foi chamado para resgatar os restos mortais dos caçadores – para isso, foi necessário dar tranquilizantes para os 6 leões que vivem na floresta a fim de que os oficiais pudessem realizar o trabalho em segurança. “Apesar de estarmos tristes pelas perdas de vidas, os caçadores vieram até aqui para matar nossos animais. A morte deles envia uma mensagem muito clara aos outros caçadores de que eles nem sempre irão vencer”, analisa Fox.

Na mesma reserva, em 2016, três rinocerontes morreram após caçadores entrarem para roubar seus chifres, que supostamente têm poderes afrodisíacos. Já em todo o Cabo Oriental, no sudeste da África do Sul, foram mortos 9 rinocerontes desde o começo de 2018, possivelmente pela mesma gangue que virou comida dos leões nesta semana.